terça-feira, novembro 13, 2007

Futebol Tecnológico: Sim ou Não?

Depois de estar ontem à noite a ver o Prós e Contras sobre a questão da aplicação de novas tecnologias no futebol, decidi expor a minha opinião sobre esta questão!
Posso dizer que para mim, o que fazia sentido (e só isto exclusivamente) seria a aplicação de um chip na bola, conjuntamente com sensores na baliza, de modo a saber se a bola entrou ou não. Pois esta, é normalmente a medida que mais faz falta, tanto porque o árbitro não consegue por vezes ver e mesmo com a recurso a imagens televisivas, os telespectadores ficam ainda assim na dúvida se foi golo ou não.
Agora em relação ao que se falou no programa, em ter-se um quinto árbitro que fique na reggie a ver a repetição das imagens para depois tirar as dúvidas sobre o lance ao árbitro principal, acho que é de uma tamanha estupidez. O árbitro é para estar presente em campo, já para não falar na dificuldade (referida por Pedro Henriques) que por vezes os árbitros principais têm em perceber o que o árbitro auxiliar lhes diz através do auricular. Quantas vezes se tinha de parar o jogo, para haver comunicação entre o árbitro principal e o "árbitro da reggie"???
O futebol sempre existiu sem tecnologias e não foi por isso que deixou de ser bom, antes pelo contrário, era muito superior ao de hoje, a nível de entusiamo tanto da parte dos clubes, como dos adeptos.
Temos de ter em atenção o facto, que o trabalho do árbitro é controlar o jogo, e claro, como qualquer ser humano erra, mas não acho que por esta razão seja necessário o auxilio de um quinto árbitro que esteja na reggie para o "principal" não errar.
Eu como amante que sou do futebol, nomeadamente no que diz respeito ao meu clube, gosto do futebol como está, porque depois para quem é que mandamos as culpas quando uma falta é desnecessária? Quando um penalty é mal marcado, ou devia ser marcado e não foi? Depois com as novas tecnologias, já não há margem para dúvida para se pôr em causa a veracidade de tal acto. Ou então ond eficam as famosas frases: "É penalty cabr**!", "Isso é vermelho, ó palhaço!". Já para não falar que depois não podemos conversar com os amigos e dizer "Olha que era penalty!", "Fomos mesmo roubados!". Sinceramente, são frases que existem desde a existência do futebol!
Tenho de admitir, que com as novas tecnologias, o futebol seria mais justo, mas depois onde é cabia a emoção ou a revolta (de quando se está a ver um jogo ao vivo) quando há situações duvidosas, que prejudicam o nosso clube???
Se forem com isto para a frente, não me vou opôr, mas sinceramente, acho que vai tirar a emoção do futebol, pois o futebol em si é um misto de emoções!
Antes de se andar a implementar novas tecnolgias, o importante seria haver uma maior atenção dos árbitros durante o jogo.
Já para não falar que o próprio trabalho dos árbitos seria posto em causa, assim, cada vez que tivesse uma decisão, o "árbitro da reggie" depois de ver as imagens, dizia ao "principal" que a sua decisão não está correcta... E depois?? Volta-se atrás e retira a sua decisão??? Ou então, o "principal" vê que há uma falta, e depois tem de estar à espera que o da "reggie" veja as imagens repetidamente para afirmar se realmente foi falta??? Quanto tempo é que demorará um jogo nestes termos???
Para mim, mais correcta ou menos correcta, é a decisão do árbitro que conta.
A solução está em verificar a "não-corrupção" dos árbitros. Agora, se não são corruptos, deixem-os fazer o seu trabalho e ter "um pouquinho" de livre-decisão! A sério, deixem-os ter decisão, porque se assim não for, a lógica do futebol vai por água abaixo!
E eu não estou aqui a dizer isto tudo, por meu clube ser favorecido nos jogos, aliás pelo contrário, tem muitas vezes sido desfavorecido por decisão dos árbitros, mas o futebol é mesmo assim, sempre foi, é a emoção deste desporto.
Como iniciei o post, realmente a implementação de um chip na bola e sensores na baliza, era ideal, pois isto é que tornaria o futebol mais justo. Muitas vezes, como também já referi, não só o árbitro, como os telespectadores têm dúvidas sobre se a bola entrou ou não. E sinceramente, quando é golo realmente, tem de ser contabilizado. Pois são os golos que decidem qual ganha e qual perde!

5 comentários:

Miguel Pereira disse...

E quando mesmo com o sensor a duvida persistir faz-se como antigamente se fazia, antes de surgirem penaltys de desempate e prolongamentos e afins, lança-se uma moeda ao ar xD

miki disse...

eu concordo plenamente com a intridução de novas tecnologias, nomeadamente com o chip na bola. tinha validado o golo do petit ao fcp na época 2004/2005, qdo perdemos 0-1 com os tripas. de qq maneira, fomos campeões à mm :p

Persona naturale disse...

Miki:
Pois mas este ano n me parece lol
Este ano é o Belém lol lol

Miguel Pereira:
Já andei a ver o vosso blog e já comentei varios posts e n sei se ja reparaste k pus o vosso blog nos meus links!

Bjinhos

uns desassossegados fartos da sociedade elitista e futil em que vivemos disse...

estoy de volta...

o teu blogger preferido de volta:P

http://umturbilhaodedesassossegos.blogspot.com toca a pôr nos Favoritos !

Beijao

Diogo@ oxford

Persona naturale disse...

Épá tou mesmo feliz Diogo! Assim é k é, de volta à "ribalta"! Obrigada por n te teres eskecido de me avisar, vou já pôr nos links e dar um saltinho ao teu novo blog!

P.S.: Não desistas, e se alguma voz te dizer para desistires, não ligues e continua em frente!!

Bjinhos