quinta-feira, maio 03, 2007

Gritos mudos




















Neons vazios num excesso de consumo
Derramam cores pelas pedras do passeio
A cidade passa por nós adormecida
Esgotam-se as drogas p'ra sarar a grande ferida
Gritos mudos chamando a atenção
P'ra vida que se joga sem nehuma razão
E o coração aperta-se e o estômago sobe à boca
Aquecem-se os ouvidos com uma canção rouca
E o perigo é grande e a tensão enorme
Afinam-se os nervos até que tudo acorde
Gritos mudos chamando a atenção
P'ra vida que se joga sem nenhuma razão
E a noite avança e esgotam-se as forças
Secam como o vinho que enchia as taças
E pára-se o carro num baldio qualquer
E juntam-se as bocas até morrer
Gritos mudos chamando a atenção
P'ra vida que se joga sem nenhuma razão
Letra: Tim
Música: Xutos & Pontapés

3 comentários:

branco no preto disse...

n conheço pessoa mais fã dos xutos q tu =) smp te conheci assim admiradora deles e plos vistos n paraste. * * *

Persona naturale disse...

é verdade não paro. Dia 11 lá estou em Algés para os ver.

Beijinhos

nikas disse...

Semana academica rula.... dia 11 la estamos p ver xutooooooooooooooos