segunda-feira, outubro 02, 2006

Gonçalo Salgueiro



Como seria eu capaz de não me referir à voz mais bonita, linda e doce de Portugal??
Se não o conhecem, vão passar a conhecê-lo. Chama-se Gonçalo Salgueiro e para mim é o melhor fadista de todos os tempos.
Ninguém fica indiferente à sua voz e à sua simpatia e simplicidade.
Sinceramente a minha paixão "fadista" foi sempre pelo Camané, mas a partir do momento que o "Gonçalinho" (como o chamamos cá em casa) apareceu como fadista, a minha paixão rapidamente passou para ele.
Para vos dizer a verdade, conheci-o devido à minha avó, pois ela já o ouvia a cantar e eu ainda andava a ouvir "Como Sempre, Como Dantes" do Camané.
A partir daí tenho tentado ir a todos os espectáculos que o Gonçalo dá para estas zonas. Infelizmente ainda só fui a dois. O primeiro no Auditório Eunice Muñoz em Oeiras (22.04.2005), onde tive a oportunidade de conhecer o Gonçalo pessoalmente; e o segundo no lançamento do seu último trabalho "Segue a Minha Voz" na FNAC do Cascaishopping (08.04.2006), onde mais uma vez tive a oportunidade de para falar com ele.
É uma pessoa simples, sempre disponível seja para quem for, e com uma beleza única. Para ser sincera não sei mais que adjectivos usar para descrever uma pessoa como ele. É um querido.
Gonçalo Salgueiro nasceu em Montemor-O-Novo. Aos 17 anos veio para Lisboa para tirar o curso de Relações Internacionais, na Universidade Técnica.
Canta pela primeira vez fado a convite de Maria da Fé, no seu Restaurante "Sr.Vinho". Em Setembro de 1999 apresenta-se na sua terra natal na "Noite de Fados" da Exponor/Feira da Luz.
Durante 2000/2001, e a convite do encenador Filipe La Féria, integra o elenco do Musical "Amália", no papel de Eduardo Ricciardi. É interpretando "Ai, mourir pour toi", em dueto com Alexandra, que chama sobre si a atenção da crítica e do público.
Numa produção RTP, João Braga convida-o a cantar na noite de homenagem a Amália Rodrigues, frente à Igreja de S.Vicente de Fora. Também a RTP Internacional no programa "Fados de Portugal" o apresenta ao mundo.
Os convites sucedem-se para concertos, espectáculos e participações em discos comemorativos, musicais de Revista, música Coral e poesia. Em 2002 grava o seu primeiro álbum a solo "...No Tempo das Cerejas", uma assumida homenagem a Amália, recriando alguns dos seus temas esquecidos. Nesse mesmo ano é convidado pelo músico/compositor José da Ponte a gravar o tema "Lusitana Paixão", genérico da telenovela com o mesmo nome, para a RTP. Em 2003, e a convite do actor/encenador Júlio César, estreia-se no Casino Estoril - Salão Preto e Prata - no grande espectáculo musical "Egoísta", ao lado de Rita Guerra e Dora, onde permanece até Março de 2004.
Digressões por Portugal e estrangeiro levam-no ao contacto mais próximo com o grande público que, tal como os críticos, são unânimes em confirmar a sua extraordinária versatilidade, emoção e presença.
Biografia retirada do álbum "Segue a Minha Voz"
O Gonçalo ama o fado, faz o seu trabalho com humildade e nunca se esquece da gratidão ao público.
Obrigada por existires e cantares.
Por onde estiver seguirei sempre a tua voz.

4 comentários:

raquel disse...

Este Fadista é simplesmente sublime, quem o vir canatr o seu fado ao vivo saberá de que falo.
Já o vi duas vezes e em breve verei a terceira. São momentos de tal forma mágicos que nos marcam.
Uma voz fantásticae única com um sentimento e uma entrega que não deixa ninguém indiferente.
No papel de Jesus Cristo na peça Jesus CRisto Superstar de Flipe La Feria, é igualmente extraordinário.
Quem puder não deixe de o ver.
Além do excelente interprete que é, é um ser humano lindo, com uma generosidade e um humildade sem tamanho.
Um beijo paar o nosso querido Gonçalo!

Obrigada por teres aqui este apontamente da voz que mais me toca e me emociona a cada vez que o oiço.
Se pesquisarem no youtube vão encontar videos de um espectáculo fantástco em Zamora, e dos dois espectáculos a que assisti no Casino Estoril e em São Bartolomeu de Messines.

raquel disse...

Eu subscrevo as tuas palavras...
Vamos seguir a voz deste grande fadista sempre!

raquel disse...

Os meus fados preferidos do Gonçalo são Amendoa Amarga, Gaivota, Sombra, Medo, No te quiero, Segue a minha voz...e todas as outras!

Persona naturale disse...

Oi... Desculpa, só responder agora, mas como o post já é antigo, não vi mais os comentários.É bom saber que há pessoas que tb apreciam o seu trabalho.

Cumprimentos